15/07/2015

Passos Coelho - a camuflagem da mentira

A teoria do demagogo mentiroso que, com a ideia de  imputar só ao PS o Memorando de Maio de 1911 com a troika (ver titulo do Jornal de Negócios de hoje) é uma mentira.

A intervenção da troika foi querida, desejada não só  pelo PSD e CDS as  oposições habituais do PCP e BE, unidas na rejeição do PEC IV, a fim de derrotar e fazer cair o governo Sócrates, (o que conseguiram).

Depois, o memorando foi negociado e assinado não só pelo PS, nessa altura já demitido, mas também  pelo PSD (de Passos e Catroga) e pelo CDS.
Então porque razão Passos Coelho pretendeu branquear a responsabilidade do PSD nas “contas do Memorando”

Mentindo, para camuflar o que fez para alem do pedido pela troika no acordo e não querer assumir as responsabilidades dele e do PSD, para justificar as mentiras das promessas eleitorais não cumpridas.

Não se pode chamar a este homem nome diferente que - mentiroso

 

Sem comentários: