26/07/2015

Carlos Alexandre dá-me...

    
Super juiz – assim escreve “ O Jumento” e muito bem


E o juiz Alexandre só não se ofereceu para lhe dar uma boleia porque tinha de levar o cão a mijar., assim regressou na sua viatura conduzida pelo seu motorista. Como para gente rica há dinheiro e a casa do banqueiro é um pequeno apartamento com uma única saída para a rua desta vez já há recursos para assegurar a vigilância policial dispensando-o do incómodo da pulseira. Com estar num palacete é mais incómodo do que num apartamento Ricardo Salgado ainda se pode ausentar de casa desde que autorizado pelo juiz. Isto é, um dia destes ainda vamos ver o banqueiro e o juiz em amena cavaqueira na praia da Comporta.

Agora o país fica a aguardar que o juiz explique porque motivo um ex-primeiro-ministro não tinha direito a vigilância policial e para um banqueiro burlão o país já pode pagar a despesa. Sócrates foi primeiro-ministro e é indiciado por corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal e está em prisão preventiva  e poderia estar em prisão domiciliária num apartamento e proibido de sair de casa. Ricardo Salgado destruiu um grupo empresarial, levou centenas de famílias à falência é suspeito dos crimes corrupção, burla, fraude fiscal, branqueamento, falsificação de documentos e falsificação informática e fica na sua extensa vivenda, poupando na segurança pois terá polícia a aguardá-la e ainda pode ausentar-se bastando uma autorização do juiz.

Os crimes de que Sócrates é acusado não podem ser repetidos, o mesmo não se pode dizer da actividade de Ricardo Salgado a quem basta uma cesso à internet para regressar Às suas actividades empresariais. Esta ´+e a justiça portuguesa e a competência do juiz Alexandre em todo o seu esplendor.

Enfim, o respeitinho pelo dinheiro é muito bonito  e o dono disto tudo também sabe muito deles todos e até podemos apostar que não vai ser condenado a nada, até porque convém não esquecer que era um importante patrocinador dos congressos de Vilamoura.

«Ricardo Salgado encontra-se em casa, em Cascais, a cumprir prisão domiciliária com vigilância policial. O ex-presidente do BES está proibido de contactar os restantes seis arguidos do caso 'Universo Espírito Santo' e só pode abandonar a habitação mediante autorização policial e comunicação prévia ao juiz. No comunicado da Procuradoria-Geral da República enviado este sábado, pode ler-se que as medidas de coação aplicadas a Ricardo Salgado têm fundamento "na existência de perigo de fuga e de perigo de perturbação do inquérito e da aquisição e conservação da prova". » [CM]

 




Avast logo

Este e-mail foi verificado em termos de vírus pelo software antivírus Avast.
www.avast.com


Sem comentários: