08/05/2015

Professores

Quem não sabe, não pode ensinar.

Se está mal no ensino superior que se corrija, mas... entretanto que se escolham os melhores.

O Sindicato quer o trigo e o joio no mesmo saco?

“Vem confirmar o que temos dito sempre, ou seja, que o ME não quer esta prova para tomar medidas, para resolver o problema de formação nas instituições, mas sim para massacrar e denegrir este grupo profissional", declarou à agência Lusa Mário Nogueira.

Português (nível 2) e física-química foram as disciplinas com mais reprovações na componente específica da prova de avaliação de conhecimentos dos professores contratados, realizada em março, segundo divulgou na quinta-feira o Instituto de Avaliação Educativa (IAVE).

Em declarações hoje à Lusa, o secretário-geral da Fenprof salientou que, se o ME corrigisse os problemas da formação, "deixava de haver razões para fazer a prova".”

 

Sem comentários: