20/05/2015

Futebol, que viva que morra


Desabafos.
A mais...
a menos.
Na verdade, o Futebol entranha-se nas vidas, no dia a dia, está presente a todo o momento.
Há quem goste, quem deteste, mas ele existe e faz notar a sua presença.
Movimente interesses, glória, miséria, milhões, volúpia, tristeza e por vezes glória.
Há igualmente o futebol dos esquecidos, dos que por ele passaram e não deixaram rasto.
Esses nem vivem das ilusões que tiveram, talvez as queiram esquecer, mas com tanto futebol por a+i, não será fácil.
O Futebol está horas e horas a ocupar boa parte dos horários nobres das televisões, dos jornais, nas primeiras páginas e faz-se ouvir e bem nos relatos e notícias das rádios que percorrendo o éter chegam a qualquer parte do universo.
Tem coisas boas e más, muitas vezes em simultâneo, tal como está a acontecer agora.

Que viva o futebol que morra o dito.

Sem comentários: