11/07/2017

190 Generais, não são muitos a nada fazer?

São Generais para quê?
Se os militares que fazem guardas ou  rondas não andam com as armas com munições e prontas a disparar. São militares profissionais. Todos. Desde o soldado ao general. Assim tem obrigação de saber usar as "ferramentas" que usam no seu trabalho sem causar moléstias a eles próprios e aos seus camaradas.
São Generais para deixarem roubar o paiol de Tancos?
Falta de pessoal para rondas? Falta de arame farpado para tapar os buracos das vedações? Falta de video vigilância?
Também havia falta de torres de vigia?
Generais ou não, os culpados pelo que se passou em Tancos, apenas são os militares.
As demissões destes ou daqueles, apenas servem para tapar com cortina de fumo as suas enormes incompetências de Comando.
Pior, alguns dos que foram agora embora, nunca aceitaram ser preteridos em promoções, tendo sido, protagonistas cobardes e  no escuro,  da sublevação das espadas.
Um fiasco que deve ser investigado, para punir os seus mentores.
Contem essas histórias a quem andar nas antigas províncias ultramarinas e logo ouvirão boas respostas.

Sem comentários: