20/02/2015

Vistos Gold - segre em justiça

Nem uma fuga ao segredo de justiça!!!  Porque será?

 

Que estranho?

 

Quantos arguidos tem o processo?

 

Pergunta 14 de 16

A Unidade de Combate à Corrupção da PJ, que está a investigar o caso, emitiu um comunicado onde falava de 11 arguidos. No entanto, diz a SIC, já existem 14 – embora tenham sido 11 levados a tribunal para primeiro interrogatório judicial perante o juiz Carlos Alexandre:

 

Manuel Jarmela Palos, diretor nacional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), fica em prisão preventiva. Há a possibilidade desta medida ser convertida em prisão domiciliária. Também não pode comunicar com elementos da PJ, do SIS, do SEF ou dos ministérios da Administração Interna e da Justiça. Palos já se demitiu do cargo.

António Figueiredo, presidente do Instituto dos Registos e Notariado (IRN), ficou em prisão preventiva.

Abílio Fernandes Silva, funcionário do IRN, suspenso de funções.

Paulo Manuel Vieira, funcionário do IRN, suspenso de funções.

José Manuel Gonçalves, funcionário do IRN, suspenso de funções.

Paulo Jorge Dinis Eliseu, funcionário do IRN, suspenso de funções.

Jaime Couto Alves Gomes, sócio-gerente da empresa JMF Projects & Business, em prisão preventiva que pode ser convertida em prisão domiciliária.

Maria Antónia Anes, secretária geral do ministério da Justiça, fica em prisão preventiva, que pode ser convertida em prisão domiciliária.

A empresária chinesa Zhu Baoe, proibida de sair do país e obrigada a pagar caução de 250 mil euros.

O empresário chinês Chan Baliang,  proibido de sair do país e obrigado a pagar caução de 500 mil euros.

O empresário chinês Zhu Xiaodong, casado com Zhu Baoe, em prisão preventiva.

Há ainda dois suspeitos constituídos arguidos e sujeitos a Termo de Identidade e Residência. Não chegaram a ser presentes a tribunal:

 

Albertina Gonçalves, secretária de geral do ministério do Ambiente

João Amaro da Luz, advogado e amigo de António Figueiredo

Desconhece-se o nome do 14º arguido.

Sem comentários: