20/07/2016

Passos Coelho de traste de Massamá a mentiroso e sem vergonha compulsivo

O que é que este traste de Massamá como alguém lhe chama, merece?

Que lhe chamem mentiroso? Se pinga de vergonha

"Convido António Costa a exercer o seu mandato de primeiro-ministro com outra serenidade e a escolher melhor as palavras que utiliza", respondeu, contrapondo, a seguir, que aquilo que se está a passar com a Caixa Geral de Depósitos "é intolerável" e que "aquilo que se está a passar na véspera de venda do Novo Banco é quase criminoso".

Quer fazer esquecer que o “buraco” da CGD vem todo do seu tempo em que sempre afirmou que tudo estava bem. O grande responsável pelo que está a acontecer com o Novo Banco é culpa deste Governo?

Pedro Passos Coelho aconselhou António Costa a "exercer com um bocadinho mais de serenidade o seu mandato de primeiro-ministro em vez de andar a fazer declarações levianas".

Maior serenidade que tem tido, depois de ter recebido as Finanças todas armadilhadas?

Em matéria de sistema bancário, o presidente do PSD defendeu que está agora em condições "que não têm comparação face à situação de 2011".

Com todos os bancos quase falidos e estão melhores que em 2011?

"Se os governos e os primeiros-ministros, em vez de tratarem das suas funções, andarem sempre a criar falsos inimigos e com desculpas de mau pagador para não resolverem os problemas, então, aí sim, cria-se um problema muito grave no país", advertiu.

Um dos piores inimigos de Portugal e não é falso, é Passos Coelho

Passos Coelho declarou depois que o país tem assistido "a uma insistência do PS e do Governo em vulnerabilizar e destruir valor nos bancos portugueses - e isso tem acontecido repetidamente nas últimas semanas".

Passos Coelho quis deixar para depois das eleições, que entendia que as ganharia, a resolução do Banif e da CGD, mas quem apanhou com as suas mentiras foi este Governo

"Disse recentemente que a forma como o Governo e, em particular, o ministro da Finanças [Mário Centeno] têm tratado esta matéria vai acabar por rebentar nas mãos do Governo, o que até é o menos mau", afirmou.

Está a esquecer as mentiras da sua Ministra das Finanças, que até no parlamento mentiu

"O problema é que isto pode rebentar nas mãos e nos bolsos de todos os portugueses. Já aconteceu assim com o Banif no ano passado, que foi resolvido já no tempo do PS - e não no meu", acrescentou.

E a culpa é deste Governo, quando nos 4 anos que por lá andaram só se lembraram de tornar o Portugal mais pobre, mais endividado e com mais e maiores problemas?

 

Sem comentários: