23/10/2015

Portugal - 12 razões pelas quais NÃO DEVE visitar Portugal

Deixemos por agora outros temas e tomem nota do seguinte:
 Estamos no Céu e ninguém deu por isso, mas não acreditam…
12 razões pelas uais NÃO DEVE visitar Portugal
Têm praias a mais e torna-se difícil escolher uma :
 
Sim, é verdade.
Quem, em seu pleno juízo, consegue escolher entre uma praia nas falésias do Algarve, uma praia no quase selvagem litoral alentejano ou praias de areia negra nos Açores?
Escolher uma delas obriga-nos a abdicar de centenas de outras.
Um drama!





2. As livrarias têm classe a mais e são demasiado antigas
 Foto: Susan Anderson
Entrar na livraria Lello é um trauma.
Torna-se difícil escolher um livro no meio de tanta beleza.
Mais vale procurar um país onde as livrarias estão nos centros comerciais


3. As bibliotecas são muito antigas e algumas têm morcegos
 
Biblioteca da Cruz Vermelha – Tó Madeira
Aplica-se a mesma regra das livrarias: se estamos lá para ver livros, qual é o interesse da decoração?
E para quem tem Chiropterofobia (fobia a morcegos) e quer entrar na Biblioteca do Palácio de Mafra?
Bahhh…

4. As aldeias são todas de pedra e perdidas no meio da serra


Monsanto – Jorge Órfão
Sejamos honestos: o que nós queremos ver é autoestradas e blocos de apartamentos com graffitis.
Visitar uma aldeia perdida no meio da serra?
Isso é coisa de gente doida.
 5. É difícil escolher um vinho
 
Com todas as castas de vinho que existem exclusivamente em Portugal e tantas regiões demarcadas, escolher um vinho é uma aventura.
Correrá o risco de escolher o 5º melhor vinho do mundo sem perceber que na carta de vinhos do menu estão também os 4 primeiros.
E provavelmente, até o vinho da casa feito pelo proprietário do restaurante receberia um prémio internacional se fosse a concurso.
Quem consegue escolher por entre tanta possibilidade?
Uma loucura!

6. Fado? Que coisa é essa?




Jantar numa casa de fados e ouvir uma mulher a cantar uma música que fala de Lisboa e de Saudade?
Qual é a piada disso se podemos ir a um festival de música tecno em qualquer sítio do mundo?






7. O Alentejo é a nova Toscana?
Primavera no Alentejo – Rosa Castro
Viajar por paisagens ondulantes e melancólicas, com cores que variam consoante as estações do ano, parar numa vila com vestígios árabes e noutro logo ao lado com vestígios romanos, entrar numa tasca e ouvir um grupo de homens a cantar cante alentejano?
Hmmmm… não convence.
8. Os Açores são as ilhas mais bonitas do mundo?

Foto: Rick Wilhelmsen
Isso é muito subjetivo.
O que têm de especial essas ilhas que não tenha o Havai?
Lagoas?
Vulcões?
Piscinas naturais de água quente?
Esperar 5 horas por um cozido feito debaixo de terra?
Estradas rodeadas por hortênsias?
Provavelmente todas as ilhas terão coisas dessas.
Ou não?
9. O estilo manuelino é mais um estilo igual aos outros

Foto: José Flacho
Que tem o estilo manuelino de especial?
Pedras esculpidas que parecem renda feitas por artesãos de uma forma que hoje nem se compreende como o teriam feito?

10. Paisagens imensas esculpidas pelo Homem

Douro – Susana Soares
Que há de especial no Douro?
Lá por ter demorado séculos a ser construído, sempre apenas com a força dos homens e das mulheres daquela região e com a teimosia própria de quem não se deixa intimidar pelo trabalho e fabrica um dos melhores vinhos do mundo, não quer dizer que seja algo de especial.
Ou é?

11. Azulejos por toda a parte

Foto: Joana Sá
Decorar casas, igrejas e fachadas com azulejos deve ser algo próprio de alguém que não tem mais nada que fazer.
Para quê todo esse trabalho se podiam pintar as paredes todas de branco?

12. Gastronomia variada ou apenas bacalhau?

Mais de 1000 formas diferentes de cozinhar bacalhau?
Que povo estranho é este que vai buscar o seu prato típico a milhares de quilómetros de distância?
E aquelas coisas estranhas que eles comem, tipo caracóis, arroz com sangue, tripas de porco.
Hmmmm… é tudo muito duvidoso.
Recebida por Email


Sem comentários: